Notícias

Primeira edição do Happy Hour com Tecnologia do IBTeC mostra como indústrias de calçados podem reduzir de 60 para 7 dias o processo de desenvolvimento de coleções

Primeira edição do Happy Hour com Tecnologia do IBTeC mostra como indústrias de calçados podem reduzir de 60 para 7 dias o processo de desenvolvimento de coleções 20 FEVEREIRO

A primeira edição de 2020 do Happy Hour com Tecnologia do IBTeC teve como assunto a indústria 4.0 e a necessidade de as indústrias calçadistas buscarem cada vez mais ferramentas que contribuam para agilizar seus processos de produção. Para falar sobre um sistema que permite a digitalização de todo o processo de criação da indústria calçadista, Taironi Fensterseifer, diretor da Kunden Systems, foi o primeiro palestrante do ano.

O presidente executivo do IBTeC, Paulo Griebeler, salientou a importância do tema, “por estar ligado a uma das áreas que mais receberá atenção do Instituto este ano”.

Taironi abriu o encontro mostrando as vantagens da automação do processo de criação, tanto do ponto de vista de ganho de tempo quanto de economia de recursos. Ele levantou ainda a questão da necessidade de as indústrias de calçados e artefatos brasileiras buscarem tecnologias que produzam efeitos de agregação de valor a seus produtos, inclusive como forma de concorrer com os grandes grupos que estão se formando em todo o mundo. Lembrou que a produção de calçados está cada vez mais concentrada, e que a capacidade de concorrência está cada dia mais ligada aos investimentos no conceito de indústria 4.0.

O desenvolvimento de uma coleção, até chegar  à unidade de produção de uma fábrica, sai de 60 dias em média no sistema tradicional para 7 dias com a ferramenta. O palestrante mostrou o desenvolvimento do processo a cada dia de trabalho.

O ganho de tempo é ainda maior quando as indústrias considerarem a integração entre os setores de marketing e comercial, “pois os modelos catalogados para fazer parte da coleção já podem ser usados imediatamente para a produção de catálogos virtuais, agilizando também o tempo de inserção da coleção no sistema de e-commerce da indústria”. A redução de custos proporcionada pelo sistema no processo de desenvolvimento e criação ultrapassa os 50%. A plataforma integra e cria uma dependência nos processos, da materioteca (formas, enfeites, materiais, fornecedores), criativo, design, técnico, marketing, comercial e governança, sendo a ferramenta para modificar o cenário atual, de muito esforço, muito desperdício, e tempo para chegar ao mercado consumidor.