Notícias

IBTeC investe para ampliar atendimento a fabricantes de máscaras e vestimentas

IBTeC investe para ampliar atendimento a fabricantes de máscaras e vestimentas 25 JUNHO

O aumento da demanda por equipamentos de proteção individual, como consequência da pandemia do coronavírus, trouxe uma oportunidade para o setor de saúde e segurança no trabalho. Com mercados de todo o mundo determinados a descentralizar a dependência de fornecimento destes materiais, empresas brasileiras e multinacionais que atuam no país vislumbram a possibilidade de investir na produção de EPIs para atender os mais diferentes segmentos.

Para apoiar este crescimento, o Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos - IBTeC - está investindo em equipamentos e na aquisição de normas para ampliar sua capacidade de atendimento na área da saúde.

Os ensaios físico mecânicos, térmicos, e químicos para calçados e luvas de segurança já eram rotina nos serviços prestados pelo Instituto. A partir da demanda gerada pela pandemia, as máscaras de segurança e aventais da área da saúde entraram no escopo de serviços. A expectativa é de que ao longo do ano a instituição consiga aumentar o número de ensaios, atendendo ao máximo às demandas do mercado.

O objetivo do IBTeC é não apenas atender os parceiros que produzem estes EPIs, mas toda a população, que necessita destes equipamentos de segurança de qualidade para se proteger.

A administração do IBTeC acredita que a mudança de comportamento em relação à proteção pessoal deverá gerar um novo mercado permanente, e por isto está investindo, para oferecer serviços de certificação de qualidade para um número cada vez mais significativo de itens de proteção individual.